Apenas um lugar para a gente pensar junto...

domingo, 6 de abril de 2008

Solidão

Cansaço, exaustão, pungência...
Não sabia que a solidão tinha esse poder destruidor.
Corrói por dentro, destrói a alma, apaga a luz.
Melhor é morrer, nela não há consciência e isso "alivia" a dor.
Ver noutros a felicidade que a nós não nos foi favorecida incomoda
E na fuga dessa visão apunhalamo-nos em dor maior por preferir-se o nada
Saber que do outro lado há risos, olhares cruzados, dedos entrelaçados...
Torna mais dilacerante o que os outros podem sequer mensurar
Só sabe quem sente.
E não há outra maneira de saber, nem se dela pudesse se fazer escolha,
Porque seria apenas a busca por ficar só, jamais solidão.

5 comentários:

Jackie Kauffman disse...

Valéria....lindo o texto.Lindo e triste, lindo e verdadeiro, lindo e corajoso, lindo e solitário...

Alaercio Flor disse...

Ninguém entende mais de solidão que os poetas ou os que amam intensamente a vida...os solitáriossempre têm algo a dizer de si e dos solitários que fingem esconder sua solidão.

ansof7 disse...

Acho q a busca por ficar só ja é a melhor forma de assumir a solidão...
a companhia do travesseiro, a lâmpada no canto da cama, cabeça cheia de pensamentos, palavras, verdades, poesia!!!
Acho q a busca pode ser tb solidão...
desculpa entrar SÓ PRA CONTRARIAR hehehehe
não é pagode, é só uma opinião...
abraç prof...

Allison Ambrosio disse...

A solidão é realmente triste. Mas, como cantava a Eliseth Cardoso, "O poeta só é grande se for triste". Acho que há uma necessidade de se alimentar da tristeza para saborear melhor a alegria quando chegar.

Escreve uma canção. Faz uma poesia. Faz perfume dessas pétalas que se esmagam com a inclemência da vida.

Vai chegar (pois sempre chega) o tempo de sorrir, de lembrar sem dor, de celebrar o crescimento e amadurecimento que daí resultou.

Aí vai ter uma canção que vai embalar outros corações tristes. Aí vai ter uma música que vai acalentar almas solitárias.

Aí vai ser a vingança da solidão: produzir de sua dor particular uma felicidade pública!

Beijão!

ansof7 disse...

Solidão não é a falta de gente para conversar, namorar, passear ou fazer sexo... isto é caréncia.
Solidão não é o sentimento que experimentamos pela ausência de entes queridos que não podem mais voltar..... isto é saudade.
Solidão não é o retiro voluntário que a gente se impõe, às vezes, para realinhar os pensamentos...isto é equilíbrio.
Solidão não é o claustro involuntário que o destino nos impõe compulsoriamente para que revejamos a nossa vida... isto é um princípio da natureza.
Solidão não é o vazio de gente ao nosso lado..... isto é circunstância.
Solidão é muito mais do que isto.

Solidão é quando nos perdemos de nós mesmos e procuramos em vão pela nossa alma...


Francisco Buarque de Holanda